A vitória consagradora de Franciane

O vice Zequinha, a prefeita Franciane, e o presidente da Alerj Paulo Melo comemoram em cima do trio elétrico, logo após o resultado das eleições. (Foto: Waldo Siqueira)

O vice Zequinha, a prefeita Franciane, e o presidente da Alerj Paulo Melo comemoram em cima do trio elétrico, logo após o resultado das eleições. (Foto: Waldo Siqueira)

A prefeita que mais fez, mereceu ser eleita outra vez

Por: Dulce Tupy e Michele Maria

Em uma grande batalha eleitoral, 3 candidatos estiveram, oficialmente, desde o início de julho, nas ruas da Saquarema visitando casas, buscando eleitores, discutindo suas propostas, enfim, na luta pela conquista do mais alto cargo público municipal: a prefeita Franciane (PMDB), candidata à reeleição, o médico Pedro Ricardo (PRB) e o veterinário Thiago Cócaro (PSOL). Outros 173 candidatos lutavam por uma das 13 vagas na Câmara dos Vereadores, dos mais diversos partidos. Depois de muitos jingles e diversas paródias nos carros de som, placas e panfletos espalhados por toda a cidade, finalmente foram eleitos representantes do povo, na Prefeitura e na Câmara Municipal de Saquarema.

Em 7 de outubro, dia da eleição, os eleitores compareceram às urnas em Saquarema para participar do ato democrático do voto, nas seções distribuídas em escolas públicas e privadas e clubes do município. Antes mesmo que todas as urnas fossem apuradas, a população já conhecia o resultado: a prefeita Franciane foi reeleita para mais um mandato de 4 anos. Ela, que foi secretária de Promoção Social e Cidadania, no primeiro governo do ex-prefeito Antonio Peres, de 2001 a 2004, vice-prefeita em seu segundo governo, de 2004 a 2008, e que iniciou seu primeiro mandato como prefeita em 2009, legitimada pela Justiça Eleitoral, acaba de conquistar mais um mandato até 2016. Vitoriosa, Franciane obteve nas urnas 28.784 votos, tendo sido a maior votação para prefeito(a) já registrada na história de Saquarema, com uma diferença de mais de 13 mil votos do segundo colocado, Pedro Ricardo.

Os eleitores entram no clima da vitória e lotam a rua do terminal em Bacaxá. (Foto: Waldo Siqueira)

Os eleitores entram no clima da vitória e lotam a rua do terminal em Bacaxá. (Foto: Waldo Siqueira)

Esbanjando alegria e comemorando o resultado da eleição, Franciane desfilou pelas ruas da cidade um dia após a divulgação nas páginas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Sobre uma camionete, ao lado de seu esposo, o deputado estadual Paulo Melo e o vice eleito Zequinha Martins, puxada por um trio elétrico e acompanhada de parceiros políticos, vereadores, cabos eleitorais e eleitores, Franciane puxou uma gigantesca carreata que circulou pelos 3 distritos: Bacaxá, Saquarema e Sampaio Corrêa. Mas a comemoração da vitória já havia começado na noite anterior, quando a prefeita Franciane, o deputado Paulo Melo, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e articulador de toda essa vitória, desfilaram num trio elétrico que estacionou em frente ao Terminal Rodoviário de Bacaxá, cercado por uma multidão, logo após a apuração dos votos ter sido anunciada pela rádio, no domingo. Ali, o casal foi recebido com uma queima de fogos. Em seguida, o trio elétrico estacionou em frente à padaria Bela Bel, onde vereadores eleitos, novos e veteranos, também comemoraram com seus eleitores, a maioria ainda vestidos de vermelho, cor da campanha do PMDB.

O resultado confirmou a pesquisa do IBOPE, publicada com exclusividade no jornal O Saquá, que, dias antes, apontou a vitória de Franciane, com 60% de intenção de votos, sendo que a percentagem exata, que deu a vitória à prefeita nas urnas, foi ainda maior: 63,32% dos votos válidos. Foi uma vitória consagradora. A maior já obtida por um(a) candidato(a) a prefeito(a) na história de Saquarema. Todos os 13 vereadores eleitos também pontuaram na pesquisa, com mais de 1% da intenção de votos, o que resultou numa maioria absoluta para a prefeita na Câmara, agora praticamente renovada, com 9 vereadores eleitos pela primeira vez. Como ficará a eleição da Mesa Diretora da Câmara, com tantos novatos na disputa, ninguém sabe. Por enquanto, tudo é comemoração. Melhor aguardar a diplomação dos eleitos, prefeita e vereadores, em novembro, e a posse em 1º de janeiro de 2013.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.