Margosa é campeão municipal

Futebol Compacto - Gilson Gomes

Em partida realizada no estádio Lorivalzão, no Tinguí, bairro de Sampaio Corrêa, a equipe do Margosa F.C., sagrou-se campeã municipal na categoria principal ao derrotar o time da Turma do Negócio pelo placar de 5 x 4 nos pênaltis, depois do empate em 1x 1 no tempo normal. A partida foi bastante equilibrada com uma pequena superioridade da equipe da Turma do Negócio em alguns momentos, porém, como na maioria dos jogos decisivos, as duas equipes estavam bastante nervosas, o que dificultava as finalizações dos jogadores. Numa das poucas conclusões com êxito a Turma do Negócio abriu o placar. Com o resultado adverso, os jogadores do Margosa partiram para cima e conseguiram igualar o placar que se  manteve até o final do jogo. A decisão então foi para as penalidades máximas, com o Margosa tendo melhor aproveitamento e sagrando-se campeão municipal de 2012.

Obras do Barroso estão a todo vapor

Como haviam prometido os novos diretores do Barroso, as obras tiveram início nos primeiros dias de agosto e, após alguns mutirões realizados aos sábados com presença de dirigentes e outros colaboradores, parte dos vestiários e banheiros já estão concluídos, além de 40% do alambrado em torno do campo de jogo. Para angariar fundos, a fim de agilizar a conclusão das obras, a diretoria vem organizando eventos e neste último domingo foi realizado um festival de futebol feminino com a presença de um grande público que vibrou com belas jogadas executadas pelas atletas, com destaque para Allana, jogadora do Fênix, de Barra Nova e autora de belos gols, tendo sua equipe sagrado-se campeã. O próximo evento será a realização do torneio de verão, categoria principal, com quatro jogos por domingo no estádio Gilberto Pinto Ribeiro, no Jardim.

Cerva & Bola a um empate do título

Revivendo a final de 2010, mais uma vez o Treze Coqueiral e o Cerva & Bola, do Boqueirão estão decidindo o campeonato de futebol máster de 2012. Para que houvesse esta final, o Treze eliminou o Bonsucesso, enquanto a equipe do Boqueirão eliminou o Barroso, atual campeão da competição que buscava o bicampeonato. E, assim, no terceiro domingo de setembro como estava previsto, foi disputada a primeira partida da decisão no estádio Ivan Alves, no Boqueirão, com a vitória por 2 x 1 do Cerva & Bola.

Foi um jogo que não empolgou as duas torcidas, principalmente no primeiro tempo, pelo predomínio dos sistemas defensivos das equipes sobre os ataques. Na única oportunidade de gol da primeira fase, o atacante do Cerva & Bola agarrou-se com as duas mãos para trás do zagueiro Cacá, do Treze, e quando os dois foram ao chão, o árbitro achando que o zagueiro havia puxado o atacante adversário, marcou uma penalidade máxima que foi convertida por Alexandre. Com esta vantagem de 1 x 0, a equipe do Boqueirão ficou ainda mais defensiva, esperando a chance de um contra-ataque. Se o Cerva & Bola foi melhor na etapa inicial, o Treze partiu para o ataque e tomou conta do jogo na maior parte do segundo tempo, chegando ao empate com o gol de Marquinhos, e só não virou o placar pelas três defesas espetaculares do goleiro do Cerva & Bola que falhara no lance do gol do Treze.

Mas, já nos acréscimos, aos 50 minutos, num contra-ataque puxado por Marcão em grande jogada pela esquerda, passando por três defensores do Treze, a bola foi rolada para Alexandre que recebeu livre na pequena área e decretou a vitória do Cerva & Bola por 2 x 1, que agora joga pelo empate para ser campeão na segunda partida, no próximo domingo, dia 30 de setembro, no campo do Castelinho, reduto do Treze Coqueiral. Em caso de vitória do Treze por 1 x 0 ou 2 x 1 a decisão vai para os pênaltis. A única hipótese de o Treze ser campeão é vencer a segunda partida por diferença de dois gols. O árbitro da partida foi o Sr. Marcelo que pecou apenas na marcação de uma penalidade máxima inexistente, mas expulsou corretamente o atleta Cazinho, do Cerva & Bola.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Gilson Gomes é presidente da LISCA – Liga Saquaremense de Clubes Avulsos.