Australiano Matt Wilkinson é o grande campeão

Brasileiros caem nas quartas de final

Os australianos fizeram a festa na grande final do Coca Cola apresenta Quiksilver Saquarema Prime.  Em uma final 100% australiana, Matt Wilkinson venceu de forma incontestável estragando o sonho de seu compatriota, Kai Otton de ser bicampeão do evento.  Wilkinson deixou o mar bastante aplaudido pelo público que lotou a Praia de Itaúna, em Saquarema,  e foi carregado nos braços de seus amigos até o pódio.  Os brasileiros Gabriel Medina e Alex Ribeiro, que ainda tinham chances neste domingo pela manhã, caíram nas quartas de final.  O norte-americano Kolohe Andino e o havaiano Keanu Asing completaram o pódio.

Pódio – Foto: Daniel Smorigo

“Estou amarradão e agora estou tarado pelo Brasil, brincadeira, estou quase chorando de emoção”, falou Matt Wilkinson, logo que chegou ao pódio na Praia de Itaúna. “Estou muito feliz pelo que consegui fazer na semifinal e na final, me diverti muito, minha prancha está colada no pé e agora Saquarema é o meu lugar favorito no mundo”, festejou.

Com o primeiro lugar, Matt ganhou 40 mil dólares de premiação e somou 6.500 pontos no ranking mundial unificado, subindo 26 posições. Ele avançou da 43ª para a 17ª colocação. O dia estava realmente para o australiano. Nas semifinais ele levou a melhor nota do campeonato (9,83) e na final ainda garantiu o melhor somatório do evento (18,43).

“Eu nunca tinha conseguido um bom resultado aqui no Brasil, então estou muito feliz porque deu altas ondas a semana toda e deu pra gente fazer tudo que é manobra aqui. Minha última final tinha sido dois anos atrás, quando venci uma etapa em Santa Cruz, na Califórnia (EUA). Já fazia um tempão que eu não fazia um pódio e é uma sensação muito boa. Agora, com 40 mil dólares no bolso eu vou pra casa amarradão para fazer a festa com meus amigos lá em casa”, encerrou o campeão.

Matt Wilkinson campeão. Foto: Pedro Monteiro

 

Embora tenha vencido todas as baterias até a grande final, o segundo colocado, Kai Otton, não conseguiu se encontrar  na bateria e foi superado.

Deu tudo errado! Não tive sorte na escolha das ondas, quando decidia entrar, não conseguia completar e pra piorar o Matt esteve muito bem durante toda a bateria. Parabéns pra ele que mereceu o título. Mas, estou feliz e me diverti bastante nos últimos dias. O segundo lugar também é um bom resultado. O sonho do bi ficou para o próximo ano, que espero estar aqui novamente”, lamentou Kai Otton,  que levou o prêmio de 20 mil dólares.

A bateria final – Logo nos primeiros minutos da série, Matt Wilkinson achou uma onda vencedora que lhe valeu um 9,5, restando ainda pouco menos de 20 minutos para o fim mandou um aéreo e levou um 8,93 dos juízes. A esta altura, seu adversário não se encontrava na bateria e de forma irreconhecível tinha um 5, 33 e 1,67 em seu somatório. A superioridade de Wilkinson foi tamanha que restando 5 minutos para a buzina ainda se deu ao luxo de descartar um 8,17.

Matt Wilkinson – Foto: Pedro Monteiro

Semifinais – Australianos garantem vaga na final. Matt Wilkinson leva maior nota do evento.

 Na primeira semifinal,  o australiano Kai Otton e o norte-americano Kolohe Andino chegaram invictos a este fase da competição e duelaram pela vaga na grande decisão. Mas o defensor do título mostrou muita superioridade e não tomou conhecimento do Kolohe. Com duas notas altas (6,67 e 6,33) foi administrando a vantagem e carimbou o passaporte para a final.

“Só quero me divertir, agora relaxar um pouco e fazer o que sei de melhor, que é surfar! Vamos ver no que vai dar, vencer novamente seria fantástico” , disse o campeão de 2011.

A segunda bateria da semifinal colocou outro australiano na decisão. Matt Wilkinson levou a melhor sobre o jovem havaiano Keanu Asing e ainda garantiu a melhor nota da competição  (9,83).

Quartas de final Brasileiros caem e dão adeus ao campeonato

O primeiro a garantir a vaga para as semifinais foi o australiano Kai Otton. O defensor do título não deu chances para o havaiano Sebastian Zietz e logo nos primeiros minutos de bateria garantiu uma nota alta ( 6,8) , o que lhe deu mais tranqüilidade durante a série.

Na segunda bateria do dia, o brasileiro Alex Ribeiro deu adeus ao sonho do titulo. Ele foi superado pelo norte-americano Kolohe Andino. Embora tenha feito uma bateria equilibrada, o jovem talento do surfe tirou o brasileiro da disputa.

A última esperança brasileira também se despediu da competição ao ser eliminado pelo australiano Matt Wilkinson. Embora a torcida na praia fosse grande, o paulista não conseguiu achar boas ondas na série e acabou superado, terminando a etapa na quinta colocação.

O havaiano Keanu Asing foi o último a se classificar para as semifinais, liderando sua série de ponta a ponta com um surfe bastante consistente .

O Coca-Cola apresenta Quiksilver Saquarema Prime 2012 é realizado pela Adding Sports com o patrocínio da Coca-Cola e da Quiksilver, além do apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro através da Secretaria de Esporte e Lazer, da Prefeitura Municipal de Saquarema, da Concessionária CCR Via Lagos, da loja 900 Graus, da Associação de Surf de Saquarema e da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro. O evento é homologado pela ASP South America como quarta etapa do ASP World Prime 2012 e também vale 6.500 pontos para o ranking sul-americano. Parceiros de Mídia: ESPN Brasil, Revista Fluir e Waves/Terra.

Highlights – Day 5 / Melhores Momentos Dia 5

http:/” target=”_blank”>

 

QUARTAS DE FINAL – BATERIAS QUE VÃO ABRIR O DOMINGO

1.a: Sebastian Zietz (HAV) 7,84 X 12,77 Kai Otton (AUS)

2.a: Kolohe Andino (EUA)11, 50 X 7,17 Alex Ribeiro (BRA)

3.a: Matt Wilkinson (AUS) 10,26 X 8,67 Gabriel Medina (BRA)

4.a: Keanu Asing (HAV) 12,50 X 12,00 Nathan Yeomans (EUA)

 

SEMINFINAIS

1.a: Kai Otton (AUS) 13,00 X 4,67 Kolohe Andino (EUA)

2.a: Matt Wilkinson (AUS) 17,76 X 10,67 Keanu Asing (HAV)

 

FINAL

Kai Otton (AUS) 8,63 X 18,43 Matt Wilkinson (AUS)

 

Roberta Pinto – Assessoria  de Imprensa do evento – robertamlpinto@gmail.com

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – joao@aspsouthamerica.com.br

Compartilhe!

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.