Roger, o herdeiro da família Gomes

O jovem empresário Roger Gomes. Fotos: Edimilson Soares

O jovem empresário Roger Gomes. Fotos: Edimilson Soares

Um menino acostumado a tomar banho nas cachoeiras do Tingui, que começou a trabalhar cedo com o pai, o comerciante Lourival Gomes, em Sampaio Corrêa. Na adolescência, estudou no Colégio Nara Freitas, em Jaconé, e depois no Professor Alfredo Coutinho, o Colégio Cenecista, em Saquarema. Jovem antenado com a modernidade, optou por estudar marketing na Universo, universidade em Niterói. Mas não terminou o ensino superior, devido ao chamado forte do trabalho. Hoje, administrando dois Supermercados Gomes, em São Gonçalo, é orgulho dos pais, Lourival e Adelma, e seus 3 irmãos. É o único ainda solteiro.

“Comecei com meu pai, aos 10 anos, gostei e não parei mais”, diz o jovem Roger (pronuncia-se Rogê), 26 anos. “Eu gosto desse ramo de supermercado, onde trabalho junto com a minha família. Meu pai sempre acreditou em mim; sempre confiou”, conta Roger, terceiro filho do casal que tem como primogênito Rômulo, 31 anos, jogador de futebol, seguido de Ronan, 29 anos e o caçula Ruan, com 25 anos, todos envolvidos com a administração dos negócios da família.

Natural de Sampaio Corrêa, Terceiro Distrito de Saquarema, os Gomes têm fortes raízes no Tingui, célebre localidade conhecida pelas cachoeiras, hoje um ponto turístico do município. É naquela imediação que a família cultiva o maior sonho de suas vidas: a construção do Estádio Lourival Gomes, o Lourivalzão, que vem sendo edificado ao longo de 5 anos e está em fase de acabamento. Situado numa área de 50 mil m², planejada para abrigar o Complexo Esportivo Ciro Carvalho, “nome do meu falecido avô”, como explica Roger, o Lourivalzão é cercado com um muro alto, branco e amarelo, com um gramado verde bem tratado, arquibancada para aproximadamente 3.500 pessoas, sala de musculação, de fisioterapia, vestiários, camarotes, boxes para imprensa e estacionamento. O Complexo Esportivo já tem projetado um alojamento para jogadores, piscina, sauna, bar, restaurante e mais 3 campos de treinamento.

Lourival Gomes com os filhos Rômulo, Ronan, Roger e Ruan e os netos Kauam e Kaique

Lourival Gomes com os filhos Rômulo, Ronan, Roger e Ruan e os netos Kauam e Kaique

Esporte e Política

“O estádio deu muito trabalho, mas já está quase terminado. A obra começou em 2008 e falta pouco para colocar as cadeiras e liberar o estádio para o público e os torcedores”, fala Roger. Hoje disputando a Segunda Divisão do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, o time do Sampaio Corrêa tem 3 vitórias consecutivas e está com chances de subir para a Primeira Divisão. Amante do esporte, Roger tomou gosto pela política atuando nas campanhas do pai, a deputado e prefeito. Como candidato a vereador, na eleição passada, teve 979 votos, mas não assumiu uma cadeira na Câmara porque seu partido não conseguiu os votos necessários para garantir a legenda. Se tivesse sido eleito, Roger teria apresentado projetos na área do esporte, “porque o esporte tira o jovem das drogas, melhora a saúde e é a área social com a qual eu mais me identifico”, diz ele.

A diretoria do Sampaio Corrêa, no estádio Lourivalzão, no Tingui

A diretoria do Sampaio Corrêa, no estádio Lourivalzão, no Tingui

Polo Industrial

“Quero mudar a vida das crianças. Esse é o meu foco. Mas também tenho projetos de saneamento, saúde, abastecimento de água, iluminação”, continua Roger. “O polo industrial caiu como uma luva em Sampaio Corrêa; um terreno que antes valia 8 mil, hoje vale 30, 40 mil. Atualmente, não tem mais uma casa para alugar em Sampaio Corrêa! A escola técnica, trazida pelo deputado Paulo Melo, é essencial e vai fazer a diferença em Sampaio Corrêa e em todo município. Cerca de 350 pessoas já estão empregadas, não só no polo, mas também nas empresas que estão se instalando em Sampaio Corrêa, como uma gráfica e uma fábrica de doces, atraídas pelo incentivo fiscal. Sampaio Corrêa vai de vento em popa”, conclui o jovem empresário Roger, surfando nesta onda de otimismo.

Segundo Roger, a parceria da prefeita Franciane Motta com o Deputado Paulo Melo, presidente da ALERJ, é fundamental porque está trazendo mais empregos para Saquarema e melhorando a qualidade de vida do Terceiro Distrito e de todos os saquaremenses, já que no polo tem trabalhadores de várias localidades do município.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.