Orientações para a maior festa popular do Brasil: o Carnaval

Enfermagem - Dr. Renato José dos Santos

A Enfermagem é uma das profissões mais ativas no período do carnaval. Enquanto muitos pulam na maior festa popular brasileira e uma das maiores do mundo, nós, enfermeiros, estamos ali, firmes e fortes, trabalhando e atendendo aqueles que por ventura venham a apresentar qualquer anormalidade neste período que é bastante alegre mas com alguns riscos, devido ao fluxo de multidões. O folião não pode esquecer que por ser uma maratona, no período do carnaval o organismo exige uma alimentação reforçada. Na véspera da folia, recomenda-se consumir mais carboidratos: arroz, pães, macarrão, batata e aveia (de preferência integrais, que sustentam por mais tempo). Antes da folia são recomendadas frutas, ricas em água e sais minerais. Depois de cada dia de folia procure consumir carboidratos e proteínas que são importantes para o organismo e podem ser encontradas em carnes magras, ovos e feijão.

A hidratação possui fundamental importância para se manter saudável neste período. Recomenda-se que o folião, 3 a 4 horas antes da folia, consuma de 250 a 500 ml de água, suco ou água de coco. Durante o carnaval, ideal é beber de 150 a 200 ml a cada 15 minutos ou de 30 a 30 minutos, dependendo da necessidade. Um alerta: as bebidas energéticas são uma boa opção, entretanto possuem na sua composição cafeína, que aumenta a perda de líquido do organismo, exigindo uma hidratação em dobro. O excesso de bebidas alcoólicas no período do carnaval,pode causar o fim da alegria, provocando acidentes.

Procure seguir as seguintes orientações:

  1. Se beber não dirija.
  2. Não esqueça que no carnaval muitos foliões têm uma sensação de liberdade e, devido ao álcool, se vestem de mulheres, ou não; um desejo interno pode aflorar neste período e ele pode após alguns goles de cerveja lhe fazer uma declaração de amor.
  3. No período do carnaval, também devido ao álcool e à emoção, pessoas podem contrair uma doença sexualmente transmissível ou AIDS, por não se prevenir.
  4. Cuidado com as crianças; procure sempre trazer com as mesmas alguma forma de identificação ou telefones.
  5. Tenha sempre com você os telefones dos serviços de emergência da cidade em que você está neste período. É fundamental o folião ter limites e não exagerar a ponto de ficar tão mal e deixar de curtir o carnaval.

Agora, bom feriado para todos vocês, um bom carnaval e, se por acaso precisar dos serviços dos profissionais dos Postos de Urgências de Sampaio Correia, Saquarema, Jaconé ou do Hospital Municipal Nossa Senhora de Nazareth, estaremos a postos, prontos e preparados para recebê-los.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Renato José dos Santos é enfermeiro. E-mails: renatojsantos@uol.com.br e renatojsantos@petrobras.com.br.