Boavista na semifinal depende agora dos outros resultados

Boa Vista

A expectativa de um bom começo do Boavista, que atingiu seu ponto máximo com a vitória, de virada, por 2×1 sobre o Fluminense, foi abalada por dois resultados: o medíocre empate por 1×1 com o Volta Redonda, em Bacaxá, e a desastrosa goleada por 5×2 sofrida diante do Friburguense, lá no campo do adversário. O impacto negativo desses resultados foi aliviado quando o Boavista venceu o Bangu por 4×2, em partida realizada em Bacaxá, atingindo 11 pontos no Grupo B, atrás apenas do líder Vasco, após a conclusão da sexta rodada.

Como segundo colocado no Grupo B, o Boavista já poderia ter garantido, antecipadamente, uma das vagas na semifinal da Taça Guanabara, com 14 pontos totalizados, caso tivesse vencido o Volta Redonda, em Bacaxá, e ao menos conseguido empatar com o Friburguense, na serra, onde perdeu por 5×2. Agora ficou tudo embolado no Grupo B e o Boavista para consquistar uma vaga na semifinal não depende só dele, mas de uma combinação de resultados envolvendo o Volta Redonda, o Friburguense e, com muito pouca chance, o Fluminense após a derrota por 2×1 para o Vasco, que já garantiu uma das duas vagas da semifinal no Grupo do Boavista. O Volta Redonda ainda depende de dois resultados, contra o Vasco, em São Januário, e o confronto direto frente ao Friburguense, em Volta Redonda, no sábado de carnaval. Já o Fluminense terá dois jogos, um contra o Americano, em Campos, e outro contra o Bangu, em São Januário, no sábado de carnaval, mesma data em que se realizará, no Engenhão, contra o Vasco a única partida que falta para o Boavista nesta fase da Taça Guanabara.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Marcelo Vignoli escreve sobre esporte para o jornal O Saquá.