2012, Ano da Lua e de mudanças

Sol e lua

O ano de 2012 é um ano que vai marcar muitas transformações, segundo as previsões dos Maias, que foram divulgadas até como o fim do mundo. Não, não será o fim do mundo, mas o fim de um ciclo, da Era de Aquário, que se iniciou no final do século XX, e o início da Era de Peixes, de acordo com a Astrologia. Ano regido pela Lua, símbolo da intuição e das emoções, será um tempo voltado para a essência divina, para o plano sentimental e para o universo feminino. A lua rege as marés e no Ano da Lua tudo se modifica; há renovação, e será preciso capacidade de adaptação às mudanças que estão por vir. A Lua é o astro mais rápido do Zodíaco e representa a imaginação, a sensibilidade, a afetividade, a fecundidade e o romantismo.

Na liturgia da umbanda e do candomblé, a religião dos Orixás, o ano de 2012 será regido pela Oxum, deusa das águas doces e das cachoeiras, senhora da beleza e do amor. Também será o ano do jovem guerreiro Oxaguiam, que estimula a coragem e a ousadia, enquanto Oxum traz o equilíbrio com o seu encanto e meiguice.

Dolores de Xângo“Oxum e Oxalaguiam tem as cores amarelo e branco”, explica a mãe de santo Dolores de Xangô. “Será um ano de muita água. Vamos ver se os homens veem a saúde do povão e os grandes olhem os menores que sofrem muito”, continua a babalorixá do Areal, em Saquarema. “É preciso menos violência nas estradas, dirigir com mais amor. E correr menos, beber menos”, previne Dolores.

Ano bissexto, que já vem carregado com essa mística, 2012 terá 366 dias, com fevereiro se encerrando no dia 29 e não no dia 28 como habitualmente nos anos que têm 365 dias. Desde que foi instituído o calendário gregoriano, pelo papa Gregório XIII, em 1.582 depois de Cristo, o ano bissexto surgiu como uma compensação para as 6 horas que sobram dos 365 dias que é o tempo para que o planeta Terra dê uma volta completa em torno do Sol. Civilizações antigas acreditavam que o mundo ia se acabar num ano bissexto. E na numerologia e nas cartas do Tarô, a soma de 365 é representada pela carta A Temperança, sinônimo de paz e tranquilidade, enquanto a soma de 366 é a carta O Diabo, que indica inimigos ocultos e dificuldades de comunicação, apesar de sucesso com dinheiro.

Para os católicos, este também será um ano de caos, conforme interpretação da Bíblia que prevê um ano de “má nova”, más notícias. Segundo a numerologia, 2012 será regido pelo número 5, que representa mudança. Será um período de renovação, nova rotina e novas posturas. Para a Doutrina Espírita o planeta está passando da categoria de provas e expiações para a de regeneração.

No horóscopo Chinês, será o ano do Dragão de Água, o mais forte e poderoso dos signos. Com início no dia 23 de janeiro e término em 9 de fevereiro de 2013, o ano do Dragão de Água representa riqueza, felicidade e sorte. É um ano propício às mudanças, criatividade e ambição. Bom para quem tem força de vontade e bom-senso. Quanto às previsões dos maias, um povo da América Central, que vem sendo interpretadas como sendo um sinal do fim do mundo, até com data marcada para dezembro de 2012 é preciso considerar vários aspectos.

Segundo os maias, 2012 marca o início de 26.000 anos de espiritualidade: o grande ciclo cósmico. Os maias não falaram a palavra fim, e sim mudanças, transformação. A partir de 2012 começaria um novo ciclo de espiritualidade, a partir da irradiação do sol e das cargas eletromagnéticas. Há 13 mil anos, o sol irradiou tanta energia que derreteu a camada de gelo. É mais ou menos o que estamos vivendo atualmente. Nesta nova fase do planeta, os maias previram um despertar da consciência, especialmente da mulher.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.