Futebol do futuro é pentacampeão mundial

Depois de uma estreia nada convincente no Campeonato Mundial de Futebol Sub-20, ao empatar por 1 x 1 com o Egito, a Seleção Brasileira de garotos foi engrenando, alcançando sucessivas vitórias e, quando percebemos, estava na final, para disputar o título com a forte Seleção Portuguesa. Num jogo emocionante, os garotos do Brasil venceram Portugal por 3 x 2, de virada, na prorrogação e conquistaram o Pentacampeonato Mundial, um título merecido porque premiou a seleção mais corajosa e talentosa. O Pentacampeonato Sub-20 também serviu para mostrar um estilo de jogo e um comportamento tático que deveriam ser seguidos pelo futebol brasileiro em geral, aliando um bom toque de bola, a categoria do chamado futebol clássico e um ritmo de jogo ofensivo e competitivo.

Essa conquista confirma que Ney Franco, além de um grande caráter, é um técnico sério, simples e competente. Sem oba-oba e onda de professor, está entre os melhores do país. No time dos “meninos de ouro”, como estão sendo chamados os pentacampeões mundiais Sub-20, há destaques como Oscar, do Internacional, que marcou os 3 gols da vitória, Henrique, eleito o melhor jogador da competição e Casemiro, ambos do São Paulo, além de Dudu, do Cruzeiro, Negueba, do Flamengo e Allan, do Vasco.

A CBF já decidiu que é esta seleção que vai representar o Brasil nos Jogos Panamericanos de Guadalajara, no México, de 14 a 30 de outubro, quando os destaques irão desfalcar os seus times de origem, no Campeonato Brasileiro. Esta participação no Pan dá sequência ao programa de preparação para as Olimpíadas de 2012, em Londres, quando o Brasil tentará a medalha de ouro, único troféu que ainda falta ao futebol brasileiro.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Marcelo Vignoli escreve sobre esporte para o jornal O Saquá.