Francisco José Amorim, de advogado a historiador

Zezinho sempre foi apaixonado por História (Foto: Dulce Tupy)

Zezinho sempre foi apaixonado por História (Foto: Dulce Tupy)

O ex-vereador Francisco José Amorim, mais conhecido como Zezinho Amorim, ex-presidente da Câmara Municipal e atual secretário de Promoção Social é de uma família tradicional do município. Criado em Bacaxá, desde pequeno, sempre gostou de história, mas o trabalho no Rio acabou adiando por muito tempo a vocação. Trabalhando em financeiras, tornou-se advogado, gerente do Itaú, mas nunca deixou de sonhar com o curso de história da UFF, Universidade Federal Fluminense, instituição de referência na América Latina.

“Foi difícil o vestibular com as atividades políticas e administrativas que eu tinha aqui em Saquarema”, conta Zezinho. “Na prova de redação, caiu o tema Violência no Futebol e eu me inspirei nas crônicas de João Saldanha; me dei bem”, explica o mais novo professor de história da cidade. Agora com dois diplomas, o de licenciatura plena e o de bacharelado, Zezinho até se diverte lembrando os tempos em que tinha que trancar matrícula, para fazer campanha eleitoral. A monografia de conclusão do curso de história foi mais uma paixão: as Câmaras Municipais do Brasil, com ênfase na de Saquarema.

“Para minha surpresa, não havia nada escrito sobre a Câmara Municipal de Saquarema, o que me obrigou a fazer pesquisa em fontes primárias, principalmente no Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, em Botafogo”, fala Zezinho, agora disposto a escrever um livro sobre o assunto. Mas o projeto ainda está longe de ser concretizado.

“As atividades na secretaria de Promoção Social não me permitem tempo suficiente para escrever um livro sobre a Câmara Municipal de Saquarema, mas já tenho vários documentos históricos, como a cópia da Ata de Posse dos primeiros vereadores, que foi em novembro de 1841, numa sessão presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Maricá”, revela o historiador. Feliz com sua formatura, Zezinho diz que está seguindo o conselho do deputado Paulo Melo, quando recomenda uma capacitação permanente dos saquaremenses, para que tenham cada vez mais condições de atuar na administração pública municipal. Uma lição que aprendeu com o amigo e que agora pode servir como exemplo.

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.