Atendimento solidário no Hospital N. Srª de Nazareth

Editorial - Dulce Tupy

Meu marido, o repórter fotográfico Edimilson Soares fez uma cirurgia no Hospital de Bacaxá. Feita às pressas, após um ano de muitas dores e sofrimento, a operação teve êxito, graças ao atendimento solidário que encontrou por parte de todos os funcionários do hospital. Construído no governo do então prefeito Porfhírio Azeredo, ampliado no governo Jurandir Melo e melhorado no decorrer de todos os governos seguintes, inclusive o atual da prefeita Franciane Motta, o Hospital Nossa Senhora de Nazareth sempre foi um espaço de trabalho sério, tratado com muito carinho por seus profissionais.

No Hospital de Bacaxá, a qualidade dos profissionais surpreende. Desde a entrada, com as recepcionistas, passando pelos seguranças, entre eles o campeão de surfe Mica e o guarda Beto, até as técnicas de enfermagem e os enfermeiros, todos estão de parabéns, pelo esforço de tentar superar com suas atuações solidárias a precariedade das instalações. Num município pequeno, como Saquarema, é muito difícil manter um hospital em funcionamento. Mas o cuidado do diretor, Dr. Marcos Braecher, é surpreendente. Disciplinado, até por ser militar, e perfeccionista, o diretor vem dando exemplo de boa gestão. Em pouco tempo, conseguiu poltronas confortáveis, semelhantes às que se usam para hemodiálise, para os pacientes que ficam no soro, descansando ou em observação, assim como um sistema de captação de energia solar, ambientalmente correta, para todo o hospital.

O Centro Cirúrgico esta funcionando para cesarianas e operações de emergência, assim como a sala de parto, na maternidade, onde nascem cerca de 100 crianças por mês. É comovente ver o carinho com que as enfermeiras tratam os recém-nascidos, abraçam os bebês com tanto gosto, que as crianças ficam quietinhas, antes de retornarem ao colo das mães! O anestesista, Dr. João, é a calma em pessoa e transmite uma grande segurança às pacientes. O corpo de médicos é excelente, com obstetras de grande relevo, fazendo verdadeiros milagres.

Foi neste ambiente, simples, mas honesto, que encontramos o Dr. Elias, um nordestino em Saquarema. Natural do Maranhão, formado em Teresina, no Piauí, com especialização no Rio de Janeiro, é um cirurgião vocacionado e um ser humano especial. Morador de Araruama, onde atua tanto na rede pública como na particular, Dr. Elias não tem o ar autoritário que alguns médicos gostam de exibir. Ao contrário, se identifica de imediato com o paciente. Com Edimilson a identificação foi instantânea, até pelo sotaque nordestino de ambos. Edimilson nasceu em Teresina, no Piauí. Prometeu levar para o Dr. Elias, uma caixa de doce de buriti, uma das iguarias locais…

Em plena recuperação, meu companheiro Edimilson já vem retornando ao trabalho, lentamente, e só temos a agradecer aos profissionais do hospital: Renato, Silvinha, Lucinha, Silvia, Daniela, João Evangelista e tantos outros e outras. Em particular, ao secretário municipal de Saúde, Dr. Amílcar, que possibilitou este atendimento competente e humanizado. E ao ministro capelão da Igreja Batista, Carlos Alberto, pelo conforto espiritual que dedica aos pacientes e sua famílias

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.