Um documentário sobre os sambaquis de Saquarema

Filomena e Márcio na Praça  do Sambaqui da Beirada. Foto: Dulce Tupy

Filomena e Márcio na Praça do Sambaqui da Beirada. Foto: Dulce Tupy

O jornalista e documentarista Márcio Von Kriegger acaba de finalizar um vídeo sobre os sambaquis de Saquarema, onde entrevista a arqueóloga Filomena Crancio, num tour por alguns sítios arqueológicos da cidade. Iniciando na Praça do Sambaqui da Beirada, onde há um sambaqui preservado e com uma exposição permanente aberta ao público, o vídeo foca em seguida o Sambaqui da Pontinha, recentemente cercado pela Prefeitura Municipal em parceria com o Museu Nacional. Depois, o foco do documentário recai sobre a Escola Municipal Castelo Branco, situada num terreno onde antes havia um sambaqui que foi totalmente destruído pela ocupação desordenada do solo, na beira da Lagoa de Saquarema, no Boqueirão. Em seguida, a câmara aponta para mais um prédio público construído sobre um dos 24 sambaquis que existiam no município, dos quais só restaram 4. Trata-se do Correio, erguido na Praça Oscar de Macedo Soares, que também era um sítio arqueológico de valor inestimável. Os sambaquis de Saquarema foram estudados pioneiramente pela professora Lina Kneipp e sua equipe, da qual Filomena fazia parte. Hoje, Filomena é responsável pelos sambaquis que ainda restam em Saquarema.

Leia também:
Aniversário da Praça do Sambaqui da Beirada é comemorado com festa e seminário

O Saquá 135 – Julho/2011

Matéria publicada na edição de julho de 2011 do jornal O Saquá (edição 135)

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.