O australiano Kai venceu o Saquarema Prime

O australiano Kai adorou surfar nas ondas do “Maracanã do Surfe”. Fotos: Pedro Monteiro

O australiano Kai adorou surfar nas ondas do “Maracanã do Surfe”. Fotos: Pedro Monteiro.

Kai Otton frustrou a torcida de Saquarema na disputa com o local Raoni Monteiro ao vencer o desafio nas ondas gigantes de Itaúna

Com mar gigante e ondas desafiadoras de 8 a10 pés, após uma violenta ressaca do mar que fez com que fosse adiada a final de domingo para segunda-feira, o Coca-Cola apresenta Oakley Saquarema Prime se encerrou sob o céu azul da “Cidade do Surf” da Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O local de Saquarema, Raoni Monteiro, 29 anos, chegou na final como favorito da torcida e quase conquistou o título em sua última onda. Mas, não conseguiu a virada e a vitória na primeira das duas etapas seguidas do ASP World Prime no Brasil ficou com o australiano Kai Otton, 31 anos.

Raoni foi exuberante em sua primeira final em Saquarema.

Raoni foi exuberante em sua primeira final em Saquarema.

Nas grandes ondas da Praia de Itaúna, Raoni Monteiro largou na frente na disputa pelo prêmio máximo de 40.000 dólares e pelos 6.500 pontos no ASP World Ranking. Sua primeira onda valeu nota 7,33, contra 6,83 de Kai Otton. Mas o australiano achou uma bela direita quando restavam 14 minutos para o término da bateria; fez as manobras no crítico da onda e ganhou nota 8,60, assumindo a ponta. Raoni nunca tinha participado de uma final aqui em Saquarema e desejava ter vencido para agradar a galera que estava torcendo por ele na areia.

“Foi por pouco”, reconheceu Raoni, que conquistou o vice- campeonato. “Ele (o australiano) pegou mais ondas do que eu; teve um melhor desempenho e mereceu vencer. Mesmo com a derrota, estou feliz por ter representado bem Saquarema e esse resultado me dá mais motivação para o restante do ano”, falou emocinado Raoni.

Vibrando com o resultado, que o colocou agora no 38º lugar (ele estava no 56º) Kai Otton revelou que surfou com uma prancha emprestada, porque não tinha prancha grande para este tipo de mar e disse que Saquarema tem a melhor onda do Brasil.

“Foi inacreditável. Foram dias fantásticos e estou muito feliz por ter conseguido vencer esse campeonato”, declarou o australiano. Porém, mesmo com os pontos conquistados aqui, Kai continua fora do grupo dos 32 primeiros colocados no ASP World Ranking que formará a elite mundial na segunda metade da temporada. Raoni Monteiro, que era o último desta lista, subiu para o 25º lugar com os 5.200 pontos do vice-campeonato no Oakley Saquarema Prime.

O Saquá 134 – Maio/2011

Matéria publicada na edição de junho de 2011 do jornal O Saquá (edição 134)

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.