Boavista desiste da vaga na Série D

Apesar de ter conquistado vaga para disputar a Série D, Divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol, que dá acesso às Séries C,B e A, por ter sido o melhor colocado no Estadual entre os clubes que não disputam qualquer das outras divisões, o Boavista desistiu da competição. A série D, base da pirâmide do campeonato, reúne 40 equipes com pouquíssima visibilidade e despesas por conta dos clubes, sem qualquer ajuda de custo da CBF para passagens e hospedagens nas viagens pelo Brasil. Isto foi determinante para desistência do verdão de Saquarema. Além disso, o grupo empresarial que financia o Boavista é o mesmo que banca o Duque de Caxias, atualmente na Série B, com pretensão de chegar entre os 4 melhores da competição e ter acesso à Série A, disputada pela elite do futebol brasileiro. Tanto que a maioria dos jogadores do Boavista passou a integrar o time da Baixada Fluminense, inclusive o técnico Alfredo Sampaio. A Série D é disputada em 4 meses, de julho a novembro, com 8 grupos de 5 clubes cada, que jogarão pelo sistema mata-mata. Os 4 primeiros colocados sobem para a Série C.

Sampaio reage e fica na B do Estadual

Com as vitórias por 5 x 2 contra o Tigres, jogando em seu campo, e 5 x 1 sobre o Cardoso Moreira, no campo do adversário, nas duas últimas rodadas da fase classificatória da Série B do Campeonato Estadual, o Sampaio Corrêa totalizou 21 pontos, alcançando o 14° lugar e escapando do rebaixamento para a Série C. O Sampaio não repetiu, este ano, a boa campanha de 2010 porque estava decidido a não disputar a competição, porém, às vésperas de seu início foi alertado pela Ferj que, caso não participasse, seria punido com a queda para a Série C. Então, botou em campo um time formado às pressas, visando apenas marcar presença. Nessas circunstâncias, só em garantir a permanência na Série B já pode ser considerado um bom resultado.

O Saquá 134 – Maio/2011

Artigo publicado na edição de junho de 2011 do jornal O Saquá (edição 134)

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Marcelo Vignoli escreve sobre esporte para o jornal O Saquá.