RJ-118: nova estrada Ponta Negra-Jaconé

RJ-118 - Foto de Lia Caldas/Súbito Design

A Rodovia RJ-118, inaugurada em outubro do ano passado pelo DER (Departamento de Estradas e Rodagens), começa a mostrar os benefícios dessa obra orçada em R$ 15 milhões. Nesta época do ano, no alto verão, a estrada desafoga o fluxo intenso de carros que podem evitar o trecho da Rodovia Amaral Peixoto, na Serra do Mato Grosso, ainda com impacto das fortes chuvas que provocaram o deslizamento das encostas, invadindo a pista.

Ligando Saquarema, através de Jaconé, à Ponta Negra, distrito de Maricá, a RJ-118 é uma estrada que passa por antigas fazendas, por uma Capela de São Pedro, nas margens da Lagoa de Jaconé e pelo bairro da Coreia. Para quem vive nas imediações, há promessa da Secretaria de Transportes de melhoria do transporte público para favorecer a localidade. Outro benefício imediato foi a drenagem, por se tratar de uma área em leito natural, o que causava grandes transtornos em épocas de chuvas. Futuramente, a estrada será um excelente acesso ao Polo Naval de Jaconé, empreendimento que ainda está no papel, mas que será de vital importância econômica para a região.

Com 24 km de extensão, a estrada que antes era de barro e cheia de buracos, estava praticamente abandonada e impossível de trafegar. Depois do asfalto, ficou mais fácil observar sua bela paisagem verde, que corta a Mata Atlântica e a restinga, paralela ao litoral, e com um asfalto novinho, mostrando um pouco da serenidade marcante de quem chega à Região dos Lagos.

O Saquá 130 – Fevereiro/2011

Matéria publicada na edição de fevereiro de 2011 do jornal O Saquá (edição 130)

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

Alessandra Calazans é jornalista.