Tartaruga gigante encontrada morta

Tartaruga de couro

Uma tartaruga marinha gigante, da espécie tartaruga de couro, com 1,65 m, foi encontrada morta na praia da Barra Nova. Segundo o biólogo Jailson, doutorando da Escola Nacional de Saúde Pública e pesquisador de mamíferos marinhos na Região dos Lagos, que esteve no local e extraiu as vísceras da tartaruga para pesquisa, esta espécie tem um amplo poder de imigração e pode ter ido até os mares africanos.

Ao examinar o intestino da tartaruga, o biólogo encontrou pedaços de plástico que são engolidos e podem provocar a morte. Ele também achou um fecaloma, que é formado quando o animal não consegue digerir o plástico. Segundo Renata de Rezende, orientadora educacional que conversou com Jailson, esta espécie de tartaruga é rara e está ameaçada de extinção.

Durante o período reprodutivo, ela faz 10 desovas no Espírito Santo. A morte da tartaruga é um triste alerta da ameaça à vida marinha. Estes animais são vulneráveis à poluição das praias e dos oceanos.

O Saquá 128 – Dezembro/2010

Matéria publicada na edição de dezembro de 2010 do jornal O Saquá (edição 128)

Compartilhe!
Palavras-chave:

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.