Obras da Secretaria Estadual do Ambiente chegam a 120 milhões na Região dos Lagos

Saquarema ganha nova dragagem na lagoa e uma correção no molhe da Barra Franca

Barra Franca

Com o assoreamento, a Lagoa de Saquarema ganhou uma ilha de areia na entrada da barra, para alegria dos veranistas e prejuízo dos pescadores e peixes que ficam encalhados. Para resolver o problema, a lagoa será dragada e o molhe de pedra da Barra Franca será remodelado. Foto: Paulo Lulo (16/01/2010)

Por: Dulce Tupy

Pelo menos 120 milhões estão sendo investidos pelo Governo do Estado em diversas obras de revitalização na Região dos Lagos. A secretária estadual do Ambiente, Marilene Ramos, e o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), Luiz Firmino Pereira, reuniram-se com o Conselho de Associados do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ) em Búzios, onde apresentaram o pacote de obras para os municípios da região. Marilene Ramos destacou, entre as obras, a recuperação ambiental e o saneamento da Região dos Lagos que vai ganhar mais um aterro sanitário, que será construído em Saquarema (hoje só existe o aterro sanitário Dois Arcos, em São Pedro da Aldeia, que recebe os resíduos sólidos de 8 municípios).

O Aterro de Saquarema, em fase de licenciamento ambiental, para o qual a Secretaria Estadual do Ambiente investiu recursos de 7 milhões, do Fundo Estadual de Meio Ambiente (FECAM), receberá o lixo de 4 cidades: Saquarema, Araruama. Arraial do Cabo e Silva Jardim. Segundo a secretária, o Governo do Estado já investiu 90 milhões nesta e outras obras, além de mais 30 milhões que estão sendo empenhados para novos projetos na Região dos Lagos. O pacote de obras abrange a segunda fase da dragagem da Lagoa de Araruama, a remodelação do molhe da Barra Franca e nova dragagem na Lagoa de Saquarema.

Além dessas intervenções, grande parte dos recursos estão inseridos no Programa Limpa Rio, que retirou 410 mil metros cúbitos de detritos de 49 corpos hídricos dos municípios que compõem o Consórcio: Araruama, Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Maricá, Rio Bonito, São Pedro d’Aldeia, Saquarema e Silva Jardim. Essas obras só foram possíveis graças à parceria e aprovação do Consórcio Intermunicipal Lagos São João, que reúne prefeitos, empresários e sociedade civil organizada de toda a região.

Ex-secretário executivo do Consórcio, cargo que exerceu desde a fundação do CILSJ, há 10 anos, Luiz Firmino foi convidado para assumir a vice-presidência da SERLA, depois a presidência da SERLA que foi extinta e, em seguida, do recém criado INEA. Convicto de que o modelo de gestão adotado pelo Consórcio resultou numa experiência altamente positiva e emblemática para todo o estado, Firmino diz:

“Não há um processo tão moderno como esse aqui da região, que precisa continuar, ser valorizado e até exportado para outras regiões. Mas é um trabalho de longo prazo”.

Reunião do CILSJ

A reunião do Consórcio Intermunicipal Lagos São João reuniu prefeitos, secretários muncipais, a secretária do ambiente Marilene Ramos, o presidente do INEA Luiz Firmino, o deputado Paulo Melo, representantes da sociedade civil organizada e empresários da Região dos Lagos. Foto: Divulgação INEA / Luiza Reis.

A consagração desse processo é o fato da região já ter recebido obras importantíssimas, como a construção da nova Ponte do Ambrósio, em Cabo Frio, para revitalizar a Lagoa de Araruama. Só em 2009, foram investidos 150 milhões em esgoto nos municípios. Para o próximo ano há outro montante, que inclui, entre outros aportes de verba, cerca de 9 milhões para o esgotamento sanitário da Praia Seca, em Araruama.

“Primeiro, cuidamos da Lagoa de Araruama e agora precisamos fazer esse trabalho de saneamento na Praia Seca. É esse tipo de trabalho que temos que fazer em toda a Região”, explica Firmino. “É fundamental contar com um Consórcio que está disposto a ajudar e trabalha em parceria”, elogiou o presidente do INEA.

Atual presidente do CILSJ, André Mônica, prefeito de Araruama, destacou a importância destas obras que vêm possibilitando a otimização do ambiente na região e deu o exemplo da Lagoa de Araruama que, depois de recuperada, voltou a receber grandes eventos como o Campeonato Internacional de Wind-surf, realizado recentemente. Participaram também da reunião o deputado estadual Paulo Melo, os prefeitos de Búzios, Delmires Oliveira Braga, (Mirinho), de Iguaba Grande, Oscar Magalhães, de Silva Jardim, Marcelo Xavier (Zelão) e de Saquarema, Franciane Motta, além do secretário executivo do CILSJ, Mário Flávio, do presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica Lagos São João, Arnaldo Vilanova e dos secretários municipais de meio ambiente e obras de Araruama, Leonildo Costa e Silva e Dina Janssen, de meio ambiente de Arraial do Cabo, David Aguiar e de Saquarema Gilmar Magalhães, entre outras autoridades.

Os valores das obras anunciadas são: 23,7 milhões para Araruama; 5,2 milhões, para Buzios; 3,5 milhões, para Cabo Frio; 125 mil, para Casimiro de Abreu; 2,6 milhões, para Rio Bonito; 2,4 milhões, para São Pedro da Aldeia; 49,3 milhões, para Saquarema e 2,7 milhões, para Silva Jardim. Após a reunião, Marilene Ramos e Luiz Firmino, acompanhados do prefeito de Búzios, Mirinho Braga, participaram do evento que marcou o início das obras de uma elevatória de esgoto e linha de recalque da empresa Prolagos, no bairro Cem Braças, em Búzios.

Leia também: O presidente do INEA Luiz Firmino faz um balanço das intervenções ambientais na região

O Saquá 127 – Novembro/2010

Matéria publicada na edição de novembro de 2010 do jornal O Saquá (edição 127)

Compartilhe!

Sobre o autor

Dulce Tupy é editora do jornal O Saquá e da Tupy Comunicações.