Brasil é tri mundial no vôlei masculino

Centro de Treinamento de Saquarema segue colecionando troféus

Seleção Masculina de Vôlei

A Seleção Brasileira Masculina de Vôlei conquistou o tricampeonato em Roma,
igualando o recorde da Seleção Italiana. Foto: Divulgação / FIVb.

Por: Marcelo Vignoli

Ao vencer Cuba na partida final por 3 sets a zero, o Brasil acaba de conquistar em Roma mais um título no vôlei masculino, o de tricampeão mundial (2002, 2006 e 2010), igualando o recorde da Itália de 1930, 1994 e 1998. Como destacou o presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ary Graça, o Brasil agora lidera os rankings mundiais da Federação Internacional de Vôlei (FIVb) em todas as categorias, em ambos os sexos . Além desse tricampeonato mundial, a seleção masculina de vôlei é 2 vezes campeã olímpica (1992 e 2004) e 9 vezes campeã da Liga Mundial. O sucesso do vôlei verde e amarelo, em 2010, poderá ser completo se a seleção feminina, atual campeã olímpica, conquistar no Japão, a partir de 29 de outubro, o Mundial, único título que falta. É uma façanha pouco valorizada, em face aos títulos do futebol.

Com o saque entrando forte, um quase intransponível bloqueio triplo, e a pontuação acontecendo pelas boas finalizações, principalmente de Leandro Vissotto (43 pontos na semifinal, contra a Itália, e na final contra Cuba), de Murilo e Rodrigão, a seleção brasileira foi construindo sua conquista, sobrepondo a técnica e a experiência de um vôlei finalista e campeão nesta década de importantes competições internacionais como Olimpíada, Liga Mundial e Campeonato Mundial. Em 2014, na Polônia, nossa seleção estará buscando o tetracampeonato, um título inédito nesta modalidade esportiva.

Murilo, que já havia sido o melhor jogador da Liga Mundial e também de um torneio na Polônia este ano, repetiu a dose ao ser eleito o melhor jogador do Mundial, um jogador completo, atacando, defendendo, bloqueando e sacando: “Divido esse troféu com os demais jogadores, a comissão técnica, minha família, minha esposa, Jaqueline, que vai disputar o Mundial no fim do mês, e o pessoal do Centro de Treinamento de Saquarema. Eles também fazem parte disto, assim como a CBV e os parceiros. Nós dividimos isso com todo o Brasil” – discursou Murilo.

Esse tricampeonato consagrou Giba, Rodrigão e Dante porque os 3 são os únicos da atual seleção que estiveram presentes nas conquistas de 2002 e 2006. Esta seleção tricampeã mundial reúne a 3ª geração seguida a conquistar títulos, sob o comando de Bernardinho. Aliás, pela primeira vez o Brasil viu as lágrimas da emoção correrem dos olhos do técnico, que comandou sua equipe com entusiasmo, esquecendo-se que dependia de muletas, convalescendo de uma cirurgia.

Capa O Saquá 126

.

Matéria publicada na edição de outubro
de 2010 do jornal O Saquá (edição 126)

Compartilhe!

Sobre o autor

Marcelo Vignoli escreve sobre esporte para o jornal O Saquá.