Doutrina espírita nos cinemas

O ator Nelson Xavier interpretando Chico Xavier, filme de Daniel Filho. Foto: Divulgação / Ique Esteves.

Por: Alessandra Calazans

Cinema é sinônimo de diversão e cultura, hábito saudável e prazeroso que não sai de moda, nem perde seu espaço dentre as inúmeras opções de lazer de hoje em dia. E o cinema brasileiro tem se fortalecido e conquistado índices impressionantes de bilheteria nos últimos tempos. Dentre esses filmes nacionais se destacam as produções baseadas na doutrina espírita, que já este ano levaram às salas de projeção mais expectadores do que algumas produções hollywoodianas e arrecadaram milhões de reais.

O primeiro filme em cartaz, com tema espírita, foi Bezerra de Menezes – O Diário de um Espírito, estrelado por Carlos Vereza, grande sucesso de público e bilheteria em 2008, o filme se passa no século XIX e narra a história de um médico respeitado, político influente, abolicionista, que tornou-se espírita em uma época em que a doutrina era proibida e foi um dos maiores representantes da máxima espírita: “fora da caridade não há salvação”, por todo seu trabalho como o “médico dos pobres”.

Nesta linha, vieram as produções de 2010 do então intitulado “cinema transcedental”: Chico Xavier, o filme, narra a trajetória do médium mais conhecido e respeitado do Brasil, em uma produção de Daniel Filho e com grande elenco como Nelson Xavier, Ângelo Antônio, Tony Ramos e Christiane Torloni, entre outros. O sucesso do filme foi estrondoso e ganhou pelo júri popular o prêmio Contigo de Cinema, categoria melhor filme nacional e Nelson Xavier, aplaudido de pé, melhor ator.

E em cartaz o mais recente sucesso: Nosso Lar, filme baseado no livro (best seller) de Chico Xavier – que aliás escreveu/psicografou mais de 400 livros – o enredo é a passagem da vida terrena para o mundo espiritual, mostrando a perturbação de um médico bem sucedido que se vê em uma nova e surpreendente realidade após sua morte. Esta película teve um orçamento de R$ 20 milhões, tornando-se a mais cara produção cinematográfica nacional, com efeitos especiais e equipe formada por grandes nomes internacionais, além da coprodução e distribuição da Fox Film do Brasil.

Até o fim deste ano mais um filme espírita estará no circuito nacional: O Filme dos Espíritos (Uma História de Amor Transcedental), que promete ser mais um grande sucesso mostrando a vitória de um homem que é acometido por momentos muito difíceis, inclusive a morte de sua amada, e consegue sair da depressão quando se depara com o Livro dos Espíritos (obra básica da doutrina).

O Brasil é o maior país espírita do mundo, com cerca de 20 milhões de adeptos, segundo o IBGE, isso sem contar os simpatizantes. A doutrina espírita ou espiritismo não é apenas a comunicação com os espíritos, seus pilares de base cristã estão na reforma íntima do indivíduo, através da evolução moral e das sucessivas reencarnações.

Capa O Saquá 126

.

Matéria publicada na edição de outubro
de 2010 do jornal O Saquá (edição 126)

Compartilhe!

Sobre o autor

Alessandra Calazans é jornalista.