2014, o ano que já começou para o futebol brasileiro

O técnico Mano Menezes agora num dos cargos mais importantes do país. Foto: Divulgação CBF

Por: Marcelo Vignoli

A importância do futebol para os brasileiros é tanta que, logo depois do encerramento da última Copa, atendendo à cobrança de renovação na seleção brasileira, como se 2014, quando o Brasil será sede da competição, já tivesse começado, a CBF tratou de escolher como novo técnico Mano Menezes que, após tomar posse dizendo que “estou assumindo um dos cargos mais importantes do país”, convocou 24 jogadores, dando preferência aos jovens. A primeira convocação feita por Mano, para o amistoso contra os Estados Unidos, mostra que a idade média da seleção caiu de 29,3 anos na Copa da África do Sul para 23,1. O desejo de renovar a nossa seleção leva em conta o bom desempenho das equipes semifinalistas da Copa da África do Sul: Espanha, Holanda, Alemanha e Uruguai. Essas 4 seleções apostaram nos jovens, com até 23 anos. Na seleção de Dunga, apenas Ramires estava nessa faixa e mesmo assim não era titular. Como está decidido que Mano será também o técnico da seleção olímpica, boa parte dessa turma “novinha” que acaba de ser convocada poderá ser testada numa competição internacional já em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, e tentar a conquista inédita da medalha de ouro no futebol. Quanto à indicação de Mano para técnico da seleção, a primeira impressão é boa. Em quase 2 horas de entrevista, respondeu às dezenas de perguntas dos jornalistas com tranqüilidade e convicção, apresentando uma nova filosofia de futebol. Além da renovação de nomes, Mano convocou cinco atacantes, meias habilidosos e volantes que tratam bem a bola, ao contrário dos “brucutus” preferidos do “dunguismo”.

Os nomes da renovação

Na relação dos convocados, visando uma renovação, há bons jogadores, tão novos quanto desconhecidos da maioria dos torcedores brasileiros, porque foram para o exterior antes de completar 18 anos: Rafael, 20 anos, lateral direito do Manchester United, Inglaterra; David Luis, do Benfica, 23 anos, zagueiro e Éderson, 24 anos, que joga no Lyon, da França, na posição de meia. Entre os conhecidos, o atacante Alexandre Pato, 20 anos, do Milan, e Marcelo, 22 anos, lateral-esquerdo do Real Madrid. Entre os que jogam no Brasil, ainda pouco conhecidos, estão os jovens Renan, 19 anos, goleiro do Avaí, de Santa Catarina, Sandro, 21 anos, volante do Internacional e Rever, 23 anos, zagueiro do Atlético Mineiro, além dos conhecidos “Meninos da Vila”: Neymar (18), André (19) e Paulo Henrique Ganso (20). Além dessa garotada, Mano convocou alguns jogadores mais experientes com no máximo 27 anos, como os goleiros Jefferson (Botafogo) e Victor (Grêmio), o lateral-direito Daniel Alves (Barcelona),o zagueiro Thiago Silva (Milan), o lateral-esquerdo André Santas (Fenerbache), os volantes Hernanes (São Paulo) e Ramires (Benfica), o meia Jucilei (Corinthians) e os atacantes Diego Tardelli (Atlético Mineiro) e Robinho (temporariamente no Santos).

Capa O Saquá 123

.

Matéria publicada na edição de agosto
de 2010 do jornal O Saquá (edição 123)

Compartilhe!

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.