Futebol e solidariedade

Carnaval e futebol: duas paixões dos brasileiros. O Carnaval passou e nossa atenção começa a se voltar para a África – continente mais pobre do planeta. Lá, um terço dos seus 850 milhões de habitantes vai dormir com fome. Lá, onde encontramos 50% das 10 milhões de crianças que morrem atualmente no mundo.

Visando criar um legado social com a Copa do Mundo – 2010, a FIFA e o COL (Comitê Organizador Local) criaram três projetos para beneficiar não apenas a África do Sul, mas com reflexos por toda a África, oferecendo saúde, educação e capacitação ao continente. São eles:

a) “Festival do Futebol pela Esperança” – no qual “delegações que se valem do futebol para a transformação do mundo disputarão um torneio de 32 países, paralelo à Copa – 2010” que acontecerá na township (gueto) de Alexandra, a seis quilômetros do QG da FIFA;

b) “20 Centros para 2010” – através do qual deverão ser erguidos “20 locais para oferecer educação, cuidados com a saúde pública e treinamento de futebol em cidades do continente. “Cinco ficarão na África do Sul, com o primeiro já em construção na Cidade do Cabo, onde um terço da população adulta é portadora do vírus HIV. Há outros cinco também em construção em Gana, Mali, Namíbia, Quênia e Ruanda;

c) “Vencer na África com a África” que pretende “construir 52 campos de futebol, profissionalizar as ligas de futebol do continente e formar executivos capazes de comandar as 53 associações da África.”

Um novo país e uma nova África vão emergir desta Copa do Mundo. O futebol e a solidariedade cada vez mais caminharão juntos – assegura o presidente da FIFA, o suíço Joseph Blatter. Que assim seja!

Capa O Saquá 118Artigo publicado na edição de março
de 2010 do jornal O Saquá (edição 118)

Compartilhe!

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.