Audiência Pública debate criação do Parque Estadual da Costa do Sol

O Parque Estadual Costa do Sol vai abranger 6 municípios da Região dos Lagos, entre eles Saquarema.

A Secretaria Municipal do Ambiente de Arraial do Cabo irá realizar na próxima quinta-feira, dia 4, a Audiência Pública para criação do Parque Estadual da Costa do Sol. Promovida pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA), órgão executivo da Secretaria de Estado do Ambiente, a audiência tem como objetivo realizar um debate com a comunidade, empresários e órgãos públicos quanto ao formato e à abrangên-cia da primeira unidade de conservação litorânea segmentada do Rio de Janeiro. O evento será ás 10 horas, no Centro Cultural Manoel Camargo.

De acordo com o secretário do Ambiente de Arraial do Cabo, David Barreto, técnicos do INEA, representantes do Consórcio Lagos São João e técnicos das Secretarias Municipais do Meio Ambiente de vários municípios estarão presentes, quando poderão solicitar a inserção de novas áreas para inclusão no parque. Arraial do Cabo será um dos municípios que mais contribuirá com áreas (unidades de conservação) para o Parque Estadual da Costa do Sol.

Segundo o presidente do INEA, Luiz Firmino Pereira, na primeira audiência de apesentação do projeto do Parque Costa do Sol, realizada no município de Araruama, em dezembro de 2009, o mais importante é o debate em si; é ouvir o que os outros têm a dizer e respeitar as opiniões. Para ele, a região tem perspectiva de receber recursos oriundos de compensações ambientais, pois o Parque está em uma área de grande interesse turístico e econômico.

Inserido em um dos biomas mais interessantes do país, o Parque da Costa do Sol tem uma área prevista de 5.500 hectares e será o primeiro parque fragmentado do Estado, uma vez que, deve incorporar ecossistemas descontinuados nos municípios de Saquarema, Araruama, Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande e Cabo Frio. Também será debatida a inclusão do parque da Serra das Emerências, em Búzios, que abriga a maior floresta de pau-brasil do Rio. Esse modelo de conservação, de forma fragmentada, já é usado em países da Europa. A nova unidade de conservação vai abranger 27 Áreas de Preservação Ambiental (APAs) e de Proteção Permanente (APPs), em 6 municípios da Região dos Lagos.

Capa O Saquá 118Matéria publicada na edição de março
de 2010 do jornal O Saquá (edição 118)

Compartilhe!

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.