Viva Nossa Senhora de Nazareth

Matheus, devoto de São Pedro e N. Sra. de Nazareth

Matheus, devoto de São Pedro e N. Sra. de Nazareth

A origem de Saquarema é a história de uma pequena Vila de Pescadores que vieram para cá e se multiplicaram. Há mais de 300 anos atrás, a devoção a Nossa Senhora de Nazareth, padroeira de Saquarema, surgiu quando pescadores encontraram no meio das pedras, no outeiro ao lado da boca da barra da lagoa de Saquarema, uma santa milagrosa. No local, construíram uma pequena capela e a santa foi colocada no altar. Conta a lenda, que quando quiseram transferir a capela com Nossa Senhora de Nazareth para outro local, a santa teimava em aparecer no dia seguinte no mesmo local da capela feita anteriormente. Assim, os pescadores e suas famílias ficaram convencidos de que a igreja em homenagem à santa teria que ficar no alto do outeiro mesmo, obedecendo a este desejo de Nossa Senhora de Nazareth.

“Esta história que passa de geração em geração é preservada até hoje pelos pescadores”, conta Matheus de Souza Neto, presidente da Colônia de Pescadores de Saquarema. Devoto de São Pedro, padroeiro dos pescadores e de Nossa Senhora de Nazareth, Matheus participa todos os anos da procissão da qual participaram também seus pais e avós.

É uma tradição das famílias mais antigas da cidade e de inúmeros romeiros, que no dia 8 de setembro sobem o morro da igreja matriz para pedir as bênçãos de Nossa Senhora de Nazareth, fazer seus agradecimentos e pagar suas promessas. Este ano não será diferente. “Que Deus abançoe todos os saquaremenses e pescadores”, diz Matheus.

Texto publicado na edição 112 do jornal O Saquá

Compartilhe!

Sobre o autor

A equipe do jornal O Saquá é formada por diversos jornalistas.